Engenharia Têxtil

Engenharia Têxtil

É a engenharia responsável pelas técnicas e conhecimentos utilizados na fabricação e no tratamento de fibras, fios, tecidos e na confecção de roupas. Além de projetar as instalações, os equipamentos, atuar nas linhas de produção de tecelagens e indústrias de confecção de roupas.

Outro papel fundamento do engenheiro têxtil é controlar os custos, processos industriais, como estamparia, tingimento, corte e costura, bem como a qualidade da matéria-prima e do produto final.

Também pode atuar na coordenação de operários para atender a demanda de estilistas e designers. Podendo até assessorar e orientar clientes com conhecimentos de marketing.

Graduação:

Assim como nas outras engenharias, a engenharia têxtil dos primeiros dois anos possui matérias básicas. Depois, o estudante de engenharia têxtil estuda a composição de fios e tecidos, processamentos e as máquinas empregadas em fiação, tecelagem, malharia e confecção.

Ao longo do curso, surgem as disciplinas específicas, tais como fibras têxteis, texturização, tecelagem, malharia, beneficiamento, controle de qualidade e desenvolvimento do produto, a ém de projetos e instalações industriais têxteis.

Há também matérias ligadas a administração, assim como outras voltadas para a fiscalização da produção, como controle estatístico de qualidade.

Engenharia Têxtil

Possíveis especializações:

O engenheiro têxtil pode se especializar nas mais diversas áreas, como, por exemplo, pesquisa e desenvolvimento, processos industriais, projetos, entre outras.

Mercado de trabalho:

Segundo dados da Associação Brasileira de Indústria Têxtil (Abit), o faturamento do setor têxtil e de confecção em 2010 foi de 52 bilhões de dólares, com a criação de 1,7 milhão de empregos diretos. A área mais aquecida é a de pesquisa e desenvolvimento. Mas o profissional encontra oportunidades também para atuar no controle de qualidade e na análise de produtos importados.